16/03/2021 às 09h15min - Atualizada em 16/03/2021 às 09h15min

​Capitão Alberto Neto quer investimentos em tecnologia para acabar com farra de alvarás de soltura falsos

PORTAL DO SENA - Informando com credibilidade

Assessoria
Casos de libertação de presos mediante apresentação de alvará de soltura falsos escancaram a necessidade de desenvolvimento de um sistema de verificação de autenticidade de documentos  relativos à execução penal. 

O alerta foi dado pelo deputado federal Capitão Alberto Neto (Republicanos) em um requerimento enviado ao ministro da Justiça, André Mendonça, no qual sugere investimentos na área de tecnologia para reforçar a segurança nos presídios. 

De acordo com informações do desembargador Eduardo Tchao, divulgadas pela imprensa, muitos dos alvarás continham erros grosseiros de ortografia e formatação dos documentos e seria facilmente identificável caso tivesse passado por algum tipo de verificação. 

"No Rio de Janeiro temos o exemplo de um traficante de armas fugiu da prisão e na saída ainda acenou para a câmera de segurança, usando um alvará falso. Bandidos perigosos como ele já ganharam a liberdade pela incapacidade de verificação de documentos nos presídios, é um erro absurdo que não podemos cometer", disse. 

Tecnologia 

Alberto Neto sugeriu o desenvolvimento de sistemas semelhantes aos usados para verificação de diplomas adotados pelas universidades federais brasileiras, com uso de QR Code. Ele alerta ainda para importância de desenvolvimento de um sistema único a fim de burlar a falsificação do endereço de autenticação. 

"Sistemas avançados de verificação podem ser utilizados para acabar com a farra dos alvarás falsos, mas é preciso investir em tecnologia. Com certeza a sociedade será beneficiada com menos bandidos soltos fomentando o crime", ressaltou.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »