16/11/2020 às 15h03min - Atualizada em 16/11/2020 às 15h03min

Flamengo começa guerra contra o São Paulo e diz não aceitar juiz escalado

PORTAL DO SENA - Informando com credibilidade

Cosme Rímoli
R7
Reprodução/CBF
O Flamengo começou a guerra de bastidores para o jogo decisivo, de quarta-feira, contra o São Paulo, pelas quartas de final da Copa do Brasil.

O clube decidiu exigir a substituição do árbitro, bandeira e árbitro de vídeo escalados pela CBF para a partida.

Wilton Pereira Sampaio, Fabricio Vilarinho da Silva e Eduardo Tomaz da Silva Valadão.

O motivo alegado no ofício enviado ao presidente do Comitê de Arbitragem, Leonardo Gaciba, foi o jogo contra o Internacional, em Porto Alegre, pelo Brasileiro.

A diretoria flamenguista alega que o trio não tem condição emocional para trabalhar no Morumbi, tantos foram os erros contra o time carioca.

A começar por dois pênaltis 'gigantes', de acordo com o Flamengo, na partida do mês passado.

E seis advertências só para o Rubro-Negro.

Wilton Pereira é da Federação Goiana de Futebol, assim como Fabricio Vilarinho e Eduardo Tomaz da Silva Valadão.


A postura do Flamengo é firme.

Leonardo Gaciba costuma não recuar.

Ele está em xeque.

A guerra de bastidores para a decisão da vaga promete ser muito forte.

A vaga vale R$ 7 milhões.

E a passagem para a semifinal da Copa do Brasil.

O São Paulo venceu o primeiro jogo, no Rio, por 2 a 1.


O Flamengo opta por um clime bélico para a decisão.

Wilton, se confirmado, entrará mais que pressionado.

Assim como o bandeira e o árbitro do VAR...
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »