26/03/2020 às 10h58min - Atualizada em 26/03/2020 às 10h58min

Medidas para proteção de animais abandonados durante a pandemia de Covid-19 são cobradas por Alberto Neto

Foto: Reprodução
As dúvidas em torno da transmissão do novo coronavírus têm provocado o abandono de milhares de animais domésticos em todo país. A desinformação e a propagação de fake news agravam o problema. Diante disso, o deputado federal Capitão Alberto Neto (Republicanos/AM) cobrou atuação do Ministério do Meio Ambiente na proteção aos animais. 

Ao contrário do que dizem as notícias falsas, divulgadas principalmente nas redes sociais, o comitê científico e de saúde única da WSAVA (Associação Mundial de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais) e a OMS (Organização Mundial da Saúde) divulgaram que não há indícios que comprovem infecção e transmissão do novo coronavírus em animais de estimação. 

O parlamentar amazonense sugere ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, ações de divulgação de informações sobre a impossibilidade de infecção pela Covi-19 por animais domésticos. O documento pede ainda a punição dos responsáveis pela prática ou tentativa de crime contra animais mediante a atuação de agentes ambientais e de segurança. 


FOTO: Divulgação

“Muitas pessoas deixaram seus pets em casa, com comida e água que foram insuficientes. Mas, como alguns não puderam retornar, os animais acabaram presos sem cuidados. É válido também ressaltar que as ONGs estão lotadas, pois com a pandemia, foi necessário o isolamento da população e também a suspensão de feira de adoções”, explicou.

Além dessas medidas, Alberto Neto solicitou ainda a disponibilização de recursos para dar suporte à abrigos de animais e de locais para serem usados como abrigos temporários e equipes de apoio animal para ajudar a alimentar os animais abandonados. “Os animais muitas vezes são considerados membro de uma família, precisamos tratar esse tema com toda seriedade e compromisso”, concluiu.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »