17/12/2019 às 12h21min - Atualizada em 18/12/2019 às 00h00min

Selo GovTech reflete crescimento do setor no Brasil

Lançado em março deste ano, o Selo GovTech já qualificou mais de 30 startups e tem outras 100 interessadas em receber a certificação

DINO
http://www.selo.brazillab.org.br
reunião de trabalho


A transformação digital no setor público já é uma realidade nacional. Segundo os últimos levantamentos, o ecossistema de startups brasileiro possui 363 incubadoras e 57 aceleradoras que investiram cerca de US$ 1,3 bilhões em 259 startups. Um cenário promissor para as mais de 1.500 startups que atuam em temas relacionados ao governo e com amplo potencial para se tornarem GovTechs.  

Pensando em qualificar e promover o desenvolvimento do setor, o BrazilLAB, primeiro hub no Brasil que conecta líderes públicos abertos à inovação com empreendedores que tenham soluções eficazes para o desenvolvimento do Brasil, criou o Selo GovTech, uma certificação independente que reconhece startups como capacitadas e aptas a trabalharem e venderem para diferentes órgãos do governo, ou seja, como sendo uma GovTech.

Lançado em março deste ano, o Selo GovTech já qualificou mais de 30 startups e tem outras 100 interessadas em receber a certificação e fazer parte da rede de empreendedores que possuem soluções tecnológicas para diversos desafios dos governos, seja na esfera municipal, estadual, federal ou até mesmo no legislativo e judiciário. 

“O principal objetivo do Selo GovTech é dar apoio nos relacionamentos das startups com gestores e governos parceiros do hub, de modo a abrir novos caminhos para seus negócios. Do lado do setor público, a intenção é oferecer opções seguras e capacitadas para os governantes”, explica Letícia Piccolotto, fundadora do BrazilLAB.

É o caso da Árvore de Livros, startup certificada pelo Selo GovTech, que acabou de participar e ganhar o Pitch Gov Santo André (SP) e deve firmar acordo para realizar testes com a prefeitura. A startup desenvolveu uma plataforma de leitura que, além de disponibilizar um acervo de mais de 30 mil livros, oferece ferramentas de suporte pedagógico ao desenvolvimento do trabalho do professor em sala de aula e relatórios que possibilitam acompanhar de perto a leitura efetiva de cada aluno. A ferramenta já impactou mais de 600 escolas em todo o País e a média de livros lidos por aluno é mais que o dobro da média nacional.

A Aprova Digital é outra startup com a chancela de maturidade do Selo GovTech que tem ampliado o portfólio de clientes na gestão pública. A plataforma de licenciamentos e emissão de alvarás em nuvem elimina o uso do papel no procedimento e a necessidade do solicitante efetuar protocolos fisicamente e tirar dúvidas/efetuar correções em balcões na prefeitura. Todo o processo e atendimento é realizado de forma online.  As Prefeituras de Chapecó, Mogi das Cruzes, Barretos, Xangri-lá, Cascavel e Mafra já utilizam ferramenta e tiveram ganhos significativos com a desburocratização de seus processos.

“A plataforma Selo GovTech, do BrazilLAB, é uma grande vitrine para as startups e para todos os gestores públicos do país. É uma nova forma de abrir caminhos para a ampliação dos negócios das startups e para fomentar a inovação dentro do Governo”, finaliza Letícia.

As startups interessadas na certificação podem se inscrever na plataforma a qualquer momento pelo site www.selo.brazillab.org.br, sob a condição de pagamento de um valor anual, que dará acesso a um formulário para ser posteriormente avaliado pela equipe do BrazilLAB.



Website: http://www.selo.brazillab.org.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »