14/12/2019 às 15h26min - Atualizada em 14/12/2019 às 15h26min

Alberto Neto acompanha de casa inauguração de Centro Integrado de Inteligência com ministro Sérgio Moro em Manaus

Rita Ferreira
Fotos: Diego Peres SECOM-AM
A página do deputado federal Capitão Alberto Neto (Republicanos/AM) no Facebook transmitiu ao vivo a inauguração do Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública - Região Norte, que ocorreu na tarde desta sexta-feira (13), no Centro de Convenções Vasco Vasques, em Manaus. De Brasília, o parlamentar acompanhou toda a solenidade por meio de Live e comentou a inciativa fruto da parceria entre o Governo do Amazonas e Governo Federal.

Alberto Neto recebeu convite para acompanhar a agenda do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, em Manaus, mas está impedido de viajar por restrições médicas devido à cirurgia de urgência para retirada do apêndice realizada há uma semana. Por isso, o parlamentar amazonense decidiu veicular o evento em sua página a fim de participar da ação e transmitir para todo Brasil.

"É um momento muito importante para a segurança pública do estado do Amazonas, de toda a região Norte e mais do que isso da segurança do nosso país. O Amazonas faz fronteira com os maiores produtores de drogas do mundo e a droga que entra nas nossas fronteiras chega no Rio de Janeiro, em São Paulo e em vários lugares do país. Manaus virou um grande celeiro de distribuição de drogas. Por tudo isso, Manaus foi escolhida para cediar o Centro. Agora nós vamos interligar a inteligência estadual com a inteligência federal e isso será um grande avanço para a segurança pública do Brasil", ressaltou.  


O evento marcou o início de um trabalho compartilhado pelos estados que compõe a região Norte. Participaram da inauguração o governador do Amazonas Wilson Lima; o governador de Rondônia Marcos Rocha; o vice-governador do Acre Major Wherles Rocha; além dos secretários de Segurança Pública do Pará, Amapá e Rondônia.

O termo de cooperação técnica para efetivar a adesão dos estados foi assinado pelas autoridades a fim de garantir o compartilhamento de informações do Centro que, segundo o governador do Amazonas já está em pleno funcionamento na sede do Sipam, em Manaus, onde atuam representantes dos estados.

Outro acordo também foi assinado pelos representantes dos estados para Cooperação Técnica de ações policiais integradas. Wilson Lima reforçou que o Centro terá importância fundamental para o combate à criminalidade na região provocada, em grande parte, pelo narcotráfico que atua nas áreas fronteiriças do Amazonas com outros estados brasileiros e outros países.


“Cerca de 80% dos crimes que ocorrem aqui na capital do Amazonas são devido ao tráfico de drogas com a utilização de armas de fogo, que entram pelas nossas fronteiras. Vencendo a burocracia tornaremos nosso trabalho mais eficiente levando tranquilidade para quem mora na região Norte, principalmente, para os moradores dos municípios que fazem fronteira com Peru e Colômbia, os maiores produtores de drogas do mundo”, disse Lima.

Ministro Sérgio Moro destacou o trabalho realizado pelo CIISPR no Nordeste durante a onda de criminalidade que atingiu o Ceará este ano e ressaltou que no Amazonas o centro terá um trabalho de extrema relevância devido a localização bem como a biodiversidade. “Não precisamos falar da importância da Amazônia para o País. É uma localização estratégica pela fronteira com outros países para o combate ao tráfico de drogas, ao tráfico de armas, aos crimes ambientais entre outros”, concluiu.


Fotos: Diego Peres SECOM-AM

 “O governador falou sobre a localização do Centro, ali no Sipam, onde tem agentes da Polícia Federal, da Polícia Civil, outros órgãos e é o local ideal porque já tem essas condições, já tem esa integração, essa expertise e vamos integrar agora toda a Região Norte ao Governo Federal. As Polícias Civis de todos os estados estarão integradas e isso será um grande avanço pois a polícia trabalhará de forma inteligente e será possível criar políticas públicas inteligentes para o combate à criminalidade”, disse Alberto Neto.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »