30/09/2019 às 10h29min - Atualizada em 07/10/2019 às 00h00min

Security by Design: boas práticas para ter uma nuvem segura

Quando se trata de coletar, armazenar e trabalhar com dados em nuvem, a segurança dos dados é a questão prioritária. Entenda o que é o Security by Design.

DINO
https://br.claranet.com

Por meio da inovação e de novas tecnologias, o ambiente em nuvem com Security by Design (SbD) se tornou a opção para empresas que buscam mais segurança nos serviços de cloud.

Quando se trata de coletar, armazenar e trabalhar com dados em nuvem, a segurança dos dados é a questão prioritária.

Afinal, se a empresa colocar os clientes ou usuários em risco, ela não permanecerá nos negócios por muito tempo. E isso começa com a abordagem mais proativa à segurança da infraestrutura.

Ao realizar a migração de dados e aplicativos para o ambiente cloud, é crucial repensar as ações para garantir configurações de segurança consistentes, mesmo com mudanças constantes nas aplicações.

O que é Security by Design?

O termo Security by Design (SbD ou segurança por projeto) é a abordagem que busca tornar os sistemas e aplicativos em nuvem mais seguros e menos vulneráveis ​​a ataques.

Logo, isso é possível por conta de medidas como testes contínuos, salvaguardas de autenticação e aderência às melhores práticas de programação.

No geral, a abordagem de segurança permite melhor estruturar infraestrutura e automatizar os controles de segurança. Assim, torna-se mais fácil incorporar segurança em todas as partes do processo de gerenciamento de TI.

Tal abordagem não é nova, mas o aumento da nuvem pública tornou o SbD muito mais simples de ser executado. Então, recentemente, a abordagem foi formalizada para o uso na nuvem.

Incorporação de segurança e conformidade da SbD no ambiente nuvem
A incorporação de segurança e conformidade no ambiente nuvem deve ser feita em 4 fases, basicamente:

Etapa 1 - Compreensão dos requisitos, definindo políticas de segurança. Após isso, é importante documentar todos os controles herdados da plataforma nuvem utilizada.

Em seguida, o indicado é documentar os controles que a empresa possui e opera no ambiente em nuvem. Por fim, estabeleça as regras de segurança que deverão ser aplicadas no ambiente de TI da arquitetura em nuvem.

Etapa 2 - Criação e configuração do ambiente seguro, ajustado aos requisitos e implementação definidos

Etapa 3 - Nessa fase, o uso de modelos é obrigatório. Essa fase garante o uso do ambiente seguro em todos os novos ambientes produzidos.

Além disso, impede que qualquer pessoa crie o ambiente que descumpra as normas de segurança do ambiente seguro.

Etapa 4 - Executar atividades de validação.

Compreensão dos requisitos, definindo políticas de segurança. Após isso, é importante documentar todos os controles herdados da plataforma em nuvem utilizada.

A abordagem SbD oferece alguns benefícios reais como a ativação da auditoria em tempo real e de forma contínua. Além disso, a SbD permite:

•Estabelecer operações de controles confiáveis;
•Criar roteiros técnicos da política de governança das empresas;
•Criar um ambiente automatizado e com recursos de segurança habilitados, além de recursos de garantia, governança e conformidade no ambiente.

Implementação do Security by Design: conte com a empresa especializada
A configuração do ambiente em nuvem seguro com a abordagem SbD depende, inclusive, do conhecimento da equipe técnica responsável pela tarefa.

Além da expertise em Security by Design, os profissionais devem ter amplo conhecimento nos requisitos exigidos pela AWS, Azure e Google Cloud para a implementação da segurança.

A Claranet tem profissionais qualificados e dedicados a projetos em nuvem usando as plataformas AWS, Google Cloud e Azure, garantindo à empresa muito mais eficiência e qualidade nas operações.



Website: https://br.claranet.com
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »