27/10/2020 às 19h50min - Atualizada em 27/10/2020 às 19h50min

Jovem que matou namorada e tentou suicídio, recebe alta médica em Manaus

PORTAL DO SENA- Informando com credibilidade

Divulgação
Brendon Cristian da Silva Neves, 19, confessou nesta terça-feira (27), em depoimento na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), ter assassinado a sua namorada, Maria Elisa da Silva Viana, 23, no dia 17 de outubro, na casa onde morava, que fica no Conjunto Viver Melhor, Bairro Lago Azul, zona norte. O jovem tentou cometer suicídio após o crime e estava internado em hospital da capital. Ele recebeu alta médica na segunda-feira (26).

De acordo com a delegada, Marília Campello, Brendon demonstrou frieza ao falar do crime. “No depoimento, ele estava tranquilo, apresentava frieza. Disse que se sentia arrependido, mas não notamos isso em nenhum momento”, disse.

A delegada contou ainda que Brendon e a vítima namoravam há nove meses e que ela passava os fins de semana com ele, na casa da tia, no Conjunto Viver Melhor. Ainda conforme a autoridade policial, o casal já havia “dado um tempo” por duas vezes e que, dias antes da morte, a Maria tinha pedido novamente um tempo. O suspeito contou para a polícia que olhava o celular da vítima e lia conversas dela com outras pessoas. Segundo Brendon, a vítima também tinha ciúmes de uma ex-namorada dele.

Dia do crime

Em depoimento, Brendon contou que ambos tomavam café e, de repente, a vítima ficou enciumada, quebrou uma garrafa na cozinha e perfurou o peito dele. A partir daí, o jovem alega que pegou uma faca e desferiu um facada em Elisa.

Brendon foi levado em estado grave ao Hospital e Pronto Socorro Platão Araújo, na zona leste, onde ficou internado até a última segunda-feira (26). Quando recebeu alta médica, foi encaminhado à DEHS, para ser ouvido e nesta terça-feira (27), e foi preso em cumprimento de mandado de prisão preventiva. O autor do assassinato foi encaminhado para a cadeia pública. A polícia civil deve finalizar o inquérito nos próximos dias e encaminhar para a justiça.

A família de brendon alega que ele tem transtornos mentais, mas conforme a delegada Marília, não há documentos que comprovem essa informação e, por isso, o suspeito está preso sob custódia.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »