28/07/2020 às 14h39min - Atualizada em 30/07/2020 às 21h12min

Cantar bem – é preciso nascer com o dom ou existem técnicas de aprendizado?

A música é uma arte e consegue expressar todos os sentimentos de quem canta bem, de quem compõe uma canção ou quem toca uma melodia.

DINO
https://sites.google.com/view/aprender-musica-e-cantar-bem/
como cantar bem

A música é uma arte e consegue expressar todos os sentimentos de quem canta, de quem compõe uma canção ou quem toca uma melodia. Os filósofos antigos, de Platão a Confúcio, usaram a música para aliviar o estresse.
Pesquisas modernas também apontam os benefícios de uma boa canção para controlar o humor, trazer paz mental e construir confiança e coragem. Até os bebês se sentem mais confortáveis ao ouvir o canto materno, independente do talento musical das mães.

O sonho de cantar bem faz parte do desejo natural do ser humano. Mas será que a arte do canto pode vir de berço ou existem técnicas que podem ser utilizadas para que a voz saia mais melodiosa e harmônica?

Segundo a professora de canto Natália Sandim, existem técnicas que podem melhorar a entonação e harmonia da voz. E algumas delas começam bem antes da cantoria em si.

Como a postura pode influenciar no canto

O equilíbrio do corpo é importantíssimo para que a música saia audível e harmônica. Alguns defeitos de postura podem influenciar diretamente a forma como a pessoa canta. Por exemplo:
• Tirar uma perna do chão descompensa o outro lado do corpo;
• Inclinar o tronco pra frente vai fazer com que o corpo tente compensar esse desiquilíbrio;
• E assim por diante.

Segundo informações extraídas do blog Descomplicando a música, a postura correta ao cantar é coluna reta, sem virar o pescoço. A quantidade ideal de pressão e quantidade de ar deve ser levada em conta durante uma canção. A combinação perfeita entre esses dois fatores é o combustível certo para saber como cantar bem e afinado.

Articulação faz parte do processo para um canto harmonioso

As palavras ditas durante a fala são mais lentas do que quando são pronunciadas através de uma canção. Por que isso acontece? Por causa da articulação das palavras. Por isso, uma boa dica de como aprender a cantar bem, segundo Natália Sandim, é emitir vogais e consoantes mais claramente, abrindo a boca um pouco mais e conferindo mais vigor às palavras.

Existe ainda mais um ingrediente, além de pensar em postura e articulação. É necessário aprender os fundamentos do canto. Alguns macetes básicos tornam tudo mais harmônico na hora de soltar a voz. O resultado é um tom de voz sedutor e carismático.

Alguns desses "enfeites musicais" são:
• Apogiatura
• Drives
• Melismas
• Vibrato
• Yodel

Apogiatura vocal - o que é e como fazer?

A música negra norte-americana tem esse efeito bastante presente em suas performances. O termo se refere, segundo Natália, "à nota utilizada para ornamentar a melodia principal da música. Esta nota secundária pode estar abaixo ou acima da nota principal, mas deve ser uma nota vizinha".

A apogiatura é encontrada em todos os instrumentos musicais, pois confere personalidade para o músico que está interpretando.

Drive - o que é e como fazer?

O tom de voz do Axel Rose em November Rain, com notas "rasgadas", é proveniente dos drives vocais.
Blues e o gospel americano, do início do século XX, abusaram dos drives vocais e inspiraram uma legião de roqueiros e musicistas do mundo todo. Porém, é importante lembrar que os drives inspiram controvérsias no meio pedagógico vocal e o abuso da técnica pode ser nociva à saúde do cantor.

Por isso, é muito importante um acompanhamento para treinar esse tipo de técnica.

Segundo a professora de canto barroco da EMESP (Escola de Música do Estado de São Paulo), Marília Vargas, o "acompanhamento vocal com bons profissionais é muito importante para qualquer pessoa que faça um uso mais constante da sua voz. As cordas vocais são delicadas e o abuso vocal pode causar danos mais difíceis de tratar. Por isso a importância de alguns pontos básicos e simples, mas que nos trazem grandes benefícios".

Mas em suma, os drives garantem efeitos bacanas, se usados com moderação.

Melismas - o que são e como fazer?

Beyoncé é a porta-voz desse estilo. O efeito musical, que estende as sílabas em um determinado trecho da canção, é denominado Melisma.

Esse tipo de ornamento musical geralmente é fruto da imitação de cantores prediletos ou são muito intuitivos. Stevie Wonder, Ed Motta e outros cantores famosos dão vida ao efeito em suas músicas marcantes.

Vibrato - o que é e como fazer?

Nem todos os estilos musicais pedem esse tipo de enfeite vocal. O interessante dessa técnica é que não precisa nascer com o "dom" para a música para desenvolvê-la. É possível aprender e pegar o jeito dela com o passar do tempo.

Segundo a professora Natália, existem alguns tipos diferentes de Vibrato:

Laríngeos → esse estilo é desenvolvido com oscilações na laringe. Blues, pop e Jazz abusam desse efeito vocal para criar a variação de notas necessária.

Diafragmáticos → A pressão de ar na laringe pode causar esse efeito. Na verdade, ela não é uma variação de nota e sim oscilação do volume musical.

Tremolos ou caprinos → A junção dos laríngeos e diafragmáticos é a definição correta dos caprinos. Geralmente, esse estilo vocal é utilizado por roqueiros, sertanejos e se vê muito em músicas árabes, dada as pulsações da nota.

Yodel - o que é e como fazer?

Alanis Morrissette é a rainha desse ornamento. Essa é uma forma de canto que faz uso de sílabas fonéticas para criar e mudar rapidamente o som. Coldplay e Nirvana também são mestres do uso desse enfeite vocal.

O termo surgiu na Bavária e se origina da palavra yodelling ou jodelling. Esse efeito se espalhou pelo mundo musical e é bem bacana aprender e colocar em prática a técnica. O Yodel pode ornamentar uma canção e quando dominado, garante um tom de voz harmônico e gostoso de ouvir.

Segundo Natália Sandim, cantar bem não significa necessariamente nascer com um dom. Essa arte requer técnicas vocais e requer aperfeiçoamento contínuo.

A matéria "Como cantar bem e ter a voz bonita em cinco passos" pode ser uma boa leitura pra quem está dando os primeiros passos para adquirir um tom de voz melodioso e harmônico, além de aprofundar um pouco mais as técnicas de como treinar a voz para cantar bem.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »