18/04/2020 às 11h08min - Atualizada em 18/04/2020 às 11h08min

Bon Jovi oferece mais de r$ 10 milhões de desconto em casa

Terra
Foto: Reprodução
Na tentativa de vender a casa que possui, localizada em New Jersey, nos Estados Unidos, Bon Jovi optou por reduzir o valor que está pedindo, pela propriedade. A casa foi colocada a venda, ainda em Agosto de 2019, por US$ 20 milhões (cerca de R$ 105 milhões), está localizada na cidade de Middletown e é conhecida como High Point Estate.

Com mais de 1,6 mil metros quadrados de área construída, a propriedade do renomado artista internacional ganhou, esta semana, um desconto de 10%. Seis suítes, cinema particular e o próprio Bon Jovi como vizinho são alguns detalhes que podem chamar a atenção dos possíveis compradores para o local. Atualmente, o artista mora em uma casa bem grande, localizada próxima à residência que está tentando vender, junto com a mulher, Dorothea Hurley, e três dos quatro filhos.

Filho com coronavírus Jon Bon Jovi revelou ao programa Entertainment Tonight que acredita que seu filho adolescente Jacob, de 17 anos, tem uma 'fraca versão' do coronavírus. O cantor comentou que seus sintomas não foram graves, mas está convencido que ele teve uma forma da COVID-19. Mesmo assim o menino precisou se afastar do resto da família - incluindo seus irmãos Stephanie, de 26 anos, Jessie, 25 e Romeo, 15, assim como sua mãe Dorothea.

"Toda a família está unida, as crianças estão conosco. Estamos aqui há 15 dias, não que eu esteja contando. Todos aqui, Jake teve uma fraca versão disso, do tipo intestinal", justificou. O cantor de Livin' on a Prayer e sua família levam a quarentena a sério, e após a visita de um médico privado, Jacob começou a se sentir melhor, contou Jon. "Dorothea criou uma zona de quarentena, sabe, e até as roupas faziam triagem e ninguém podia ir lá a não ser que usasse luvas e uma máscara, e ela tinha um roupão ao contrário e sapatos diferentes.

Mas o mantivemos aqui até todos os sintomas melhorarem, e agora ele está 100%", revelou. E embora eles estejam convencidos de que Jacob tinha o coronavírus, não conseguiram fazer o exame, já que isso se tornou muito difícil de conseguir.Jon acrescentou: "Começou com um dos jovens que estava aqui e foram testados, eles foram testados e deram positivo e tinham os mesmos sintomas, então seguimos os mesmos protocolos", afirmou. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »