03/04/2020 às 12h22min - Atualizada em 06/04/2020 às 00h01min

Imposto de renda do médico - como se planejar e economizar

O médico detém uma série de benesses tributárias e nem sempre as usa por desconhecimento

DINO
https://www.corporacaocontabil.com.br/
IRPF


O imposto de renda de 2020 é 98º da República e a Receita Federal estima a arrecadação de mais de 20 bilhões de reais com a entrega das declarações. Mesmo durante a crise viral proporcionada pelo COVID-19 o contribuinte deve se ater a algumas especificidades, principalmente o profissional da saúde.

 

Dr. Homaile Mascarin do Vale que é advogado tributarista e contabilista Head da Corporação Contábil dá as seguintes dicas aos profissionais da saúde:

 

  • Os plantões devem ser declarados, ex. um plantão em qualquer dia do ano passado deve ser declarado agora
  • Caso tenha renda do trabalho não assalariado (sem ser pessoa jurídica e sem ser registrado em carteira) junte despesas inerentes a sua profissão para abatimento do imposto
  • Algumas despesas a serem subtraídas: Roupas brancas, aluguel de consultório, salário de funcionários, despesas com congressos e estudos, honorários do contabilista, um número de telefone celular, conselho de medicina, conselhos e associações de especialidades, dentre outras
  • Investimentos e saldos bancários com data de 31/12 devem ser informados
  • Se houve compra e ou venda de imóveis, veículos e outros bens, também deve ser enviado ao contador documentos que comprovam a movimentação financeira
  • São dedutíveis gastos com educação dos filhos e do declarante, despesas com saúde, previdência privada na modalidade de PGBL, e pensão alimentícia (desde que judicial)

 

Existe um “n” de situações que devem ser analisadas de forma peculiar ao declarante não existindo um padrão.

Ainda existem instrumentos de redução do imposto a pagar que, de forma lícita e segura, estão disponíveis àqueles que fazem planejamento tributário.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »