09/03/2020 às 10h35min - Atualizada em 09/03/2020 às 10h35min

Filho de Ronaldinho completa 15 anos, faz festa sem o pai, que está preso, e posta recado

Extra
Foto: Reprodução
Preso no Paraguai desde sexta-feira, Ronaldinho Gaúcho não pode estar ao lado do único filho, João Mendes, na festa de aniversário dele em Belo Horizonte (MG). O menino completou 15 anos no dia 26 de fevereiro, mas já havia organizado a comemoração para o dia 8 de março, ao lado da família e dos amigos. Em suas redes sociais, o garoto compartilhou algumas imagens do seu bolo e deixou uma mensagem.

"Nada para reclamar", escreveu o menino, que é jogador do Cruzeiro, no Instagram.

Logo depois, João utilizou o Instagram Stories para publicar uma foto com o Ronaldinho e colocar um recado para o pai, que está em um presídio com o irmão e empresário, Ronaldo de Assis Moreira, após serem acusados de portar documentos paraguaios falsos.

"O lá de cima sabe de tudo, ele está no controle. Te amo, daqui a pouco estamos juntos de novo", disse João.


Foto: Reprodução

R10 preso desde sexta-feira

Ronaldinho e seu irmão Assis foram detidos na última sexta-feira por causa do uso de passaportes paraguaios adulterados na entrada ao país. O ex-jogador participaria de eventos no Paraguai. A defesa dos irmãos vai protocolar o pedido da anuação da prisão na segunda-feira. A decisão da Justiça deve ocorrer apenas na terça-feira. Até lá continua valendo a prisão preventiva que pode durar até seis meses.

Os dois estão numa sala separada dos demais detentos e se alimentam da comida levada pelos advogados.

Entenda o caso

O ex-astro do Barcelona e da seleção brasileira Ronaldinho Gaúcho e seu irmão Roberto Assis foram detidos pela polícia do Paraguai na noite desta quarta-feira sob acusação de ter entrado no país usando supostos passaportes adulterados.

Euclides Acevedo, ministro do Interior do Paraguai, informou que investigadores entraram na suíte presidencial do Hotel Yacht y Golf Club, onde Ronaldinho estava hospedado, e encontraram dois passaportes adulterados. Um estava em nome do ex-jogador e o outro no do irmão.

Ronaldinho chegou ao Paraguai na quarta-feira para o lançamento do seu livro "Gênio da vida" e participaria do lançamento de um programa social destinado a crianças organizado pela Fundação Fraternidade Angelical.

Ronaldinho Gaúcho responsabilizou o empresário Wilmondes Sousa Lira, de 45 anos, que o representa no país vizinho, por portar o documento adulterado. Tanto o craque quanto o irmão e agente dele, Ronaldo de Assis Moreira, foram levados pelos agentes.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »