11/09/2018 às 23h05min - Atualizada em 11/09/2018 às 23h05min

Foragido da Justiça do Pará, que integrava facção criminosa no Amazonas, é preso na Torquato Tapajós

“Jacaré” é apontado como um dos líderes de uma facção criminosa que atua no Estado.

PC-AM
PC-AM
A Polícia Civil do Amazonas, representada pelo delegado Paulo Mavignier, diretor do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), falou na manhã desta terça-feira (11/9), durante coletiva de imprensa realizada às 10h, no prédio da Delegacia Geral, sobre a prisão, realizada na manhã de segunda-feira (10/9), em cumprimento de mandado de prisão preventiva por homicídio, do foragido do Pará, Alex Sandro Serafim Nogueira Nascimento, 43, o “Jacaré”. De acordo com Mavignier, “Jacaré” é apontado como um dos líderes de uma facção criminosa que atua no Estado.

Conforme a autoridade policial, os trabalhos, que resultaram na prisão do infrator, foram realizados pelas equipes do Denarc, em conjunto com servidores da Secretaria-Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai) e policiais civis lotados na Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECP). Mavignier explicou que “Jacaré” foi preso por volta das 11h, em um condomínio situado na avenida Torquato Tapajós, bairro Novo Israel, zona norte da capital. 

Segundo o delegado, o infrator possuía em nome dele, mandado de prisão preventiva por homicídio, expedido no dia 15 de junho de 2015, pelo juiz Claudio Henrique Lopes Rendeiro, da 1ª Vara de Execuções Penais da Comarca de Belém. 

 

“Alex estava sendo investigado pelo Denarc por ser um dos líderes de uma facção criminosa que atua no Estado. Ele é um membro do alto escalão dessa facção. A prisão dele é muito importante, pois é um indivíduo de alta periculosidade e com isso reforçamos o nosso trabalho de redução dos homicídios na cidade. Chegando no alto comando dessas facções, dificultamos o repasse de ordens e, com isso, resultam na redução de homicídios. As investigações irão continuar para averiguar o envolvimento do infrator com o tráfico de drogas e possíveis execuções”, informou Mavignier.

Ao término dos procedimentos cabíveis na base do Denarc, “Jacaré” foi conduzido para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), localizado no quilômetro 8, da Rodovia Federal BR-174, onde irá ficar à disposição da Justiça do Amazonas até ser reconduzido ao estado do Pará. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »