14/02/2020 às 11h59min - Atualizada em 15/02/2020 às 00h00min

Coronavírus: paralisação nas fábricas e exportações afetarão o primeiro trimestre da economia

A estimativa é que o impacto do coronavírus reduzirá o volume de carga nos portos chineses, incluindo Hong Kong, em mais de 6 milhões de TEU no primeiro trimestre de 2020, um declínio de aproximadamente 10%.

DINO
https://www.asgroup-portal.com/

Com o coronavírus avançando pela China, apesar de alguns especialistas ainda acharem cedo para avaliações, a preocupação com o impacto na cadeia de abastecimento internacional é cada vez maior. A extensão do feriado de Ano Novo Chinês em algumas províncias e algumas fábricas ainda permanecem fechadas é um dos motivos de maior atenção em todo o mundo, visto que sem serem produzidos, não há como embarcar os produtos que abastecem diversas nações.

A China tem papel fundamental na cadeia de abastecimento de várias indústrias como a automobilística, farmacêutica, eletrônica e maquinário industrial, e a paralisação prolongada devido a epidemia terá impacto nas exportações de bens acabados, bem como na produção em outros países que dependem de matéria-prima chinesa. A Hyundai Motor Co. anunciou que vai suspender a produção de veículos na maior parte das suas fábricas sul-coreanas devido à sua incapacidade de obter peças necessárias da China.

Wuhan, o centro do surto de coronavírus, faz parte de um grande centro de produção automotivo e as operações logísticas estão praticamente paradas. De acordo com a IHS Markit, a extensão do feriado chinês pode afetar 80% da capacidade de produção da China.

Segundo Alphaliner, referência mundial no transporte marítimo, não há dúvida de que haverá um impacto nas exportações no primeiro trimestre visto tudo que está acontecendo na Ásia neste momento. A estimativa é que o impacto do coronavírus reduzirá o volume de carga nos portos chineses, incluindo Hong Kong, em mais de 6 milhões de TEU no primeiro trimestre de 2020, um declínio de aproximadamente 10%.

Impacto negativo nos volumes é certo, porém é importante se precaver contra informações errôneas que se manifestam em rumores infundados de embarcações em quarentena. "É importante buscar informações de fontes seguras, como as empresas do setor que tem informações diretas da situação e não em especulações feitas por quem está fora do mercado. A expectativa é que haja impacto na cadeia de suprimentos a curto e médio prazo, afetando as operações comercias ao redor do mundo e não apenas na China.

"É muito importante que importadores e exportadores planejem suas operações e façam planos que os preparem para caso a produção pare por fábricas fechadas e as demandas da China não possam atender as necessidades, e trabalhem em soluções. Porém como ainda não temos clara a dimensão da situação, temos que ficar atentos as notícias, até o momento esperamos que a indústria se recupere para o próximo trimestre", afirma Farrah Koch, Pricing and Implementation Manager da Asia Shipping USA - Miami.

Informações extraídas do portal internacional JOC



Website: https://www.asgroup-portal.com/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »