28/08/2018 às 21h10min - Atualizada em 28/08/2018 às 21h10min

Dupla é presa com celulares e notebooks após roubo na Chapada

14 celulares, dois notebooks e uma carteira de funcionário de uma imobiliária situada na avenida Constantino Nery...

PC-AM
PC-AM
A Polícia Civil do Amazonas, representada pelo delegado Thomaz Vasconcelos, titular do 22º Distrito Integrado de Polícia (DIP), falou na tarde desta terça-feira (28), sobre as prisões, em flagrante, de Janderson Ramos Ferreira, 31, e Joaquim Maciel Cruz Neto, 50, logo após eles roubarem 14 celulares, dois notebooks e uma carteira de funcionários de uma imobiliária situada na avenida Constantino Nery, bairro Chapada, zona centro-sul da capital.

De acordo com a autoridade policial, as prisões foram efetuadas em via pública, na avenida Darcy Vargas, naquela mesma região, logo após os infratores empreenderem fuga do estabelecimento. Os funcionários da imobiliária, ao visualizarem uma viatura caracterizada do 22º DIP trafegando pela via, abordaram os policiais civis e relataram o crime, indicando a direção do lugar para onde a dupla teria corrido após a ação criminosa. Durante buscas nas redondezas, um investigador logrou êxito ao abordar os elementos.

“Os infratores entraram na imobiliária se passando por clientes. Eles trancaram as portas do lugar e, em posse de um revólver calibre 38, com cinco munições, anunciaram o roubo. Conforme as vítimas, eles agiram com violência, chegando, inclusive, a agredir fisicamente os funcionários, além de quebrarem objetos e arrombarem portas do local em busca de dinheiro, o que nos leva a crer que eles teriam informações privilegiadas sobre a empresa”, argumentou o delegado.

 

Uma das vítimas, um homem de 36 anos, gerente de vendas da imobiliária, falou sobre os momentos de pânico vivenciados durante a ação criminosa. “Foi algo realmente assustador. O mais novo chegou armado e o mais velho foi, a todo momento, extremamente agressivo. Eles ameaçavam todo mundo de morte. Foi tudo muito rápido, porém bastante angustiante. Eles já sabiam alguns setores da empresa e, um deles, inclusive, falou sobre o financeiro”, disse.
 

A autoridade policial ressaltou que as investigações em torno do caso irão continuar, com o intuito de descartar ou não o envolvimento de outras pessoas no crime. Ainda na tarde desta terça-feira (28/8), as vítimas estão sendo ouvidas na unidade policial, onde também estão fazendo a identificação dos objetos pessoais e reavendo os bens.

Janderson e Joaquim foram autuados em flagrante por roubo majorado. Ao término dos procedimentos cabíveis na unidade policial, eles serão levados para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona sul.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »