13/08/2018 às 10h30min - Atualizada em 13/08/2018 às 10h30min

Instituição de ensino coloca projetos de startups frente a frente com investidores.

O Instituto Superior de Ensino Leanorte (ISEL) é uma instituição genuinamente Amazonense...

Divulgação
Criada com a missão democratizar o ensino superior e formar empreendedores. O Instituto Superior de Ensino Leanorte (ISEL) é uma instituição genuinamente Amazonense que possui cursos de pós-graduação lato senso, mestrados, doutorados e até pós-doutorados.
Formar cidadãos através de um ensino de excelência e ser reconhecida como Instituição Educacional de referência, dinâmica, integrada e comprometida, apresentou aos seus educandos o projeto ISEL EMPREENDEDOR.

Numa foi apresentada a primeira turma de empreendedores, que participaram do projeto.
Oferecido em seis semanas e programa abrangeu e acolheu ideias de negócios e as transformou em startups em fase de pré-aceleração.

Segundo o reitor do ISEL o professor Doutor Levi Guimaraes o projeto surgiu da necessidade de apoiar os alunos da instituição, que buscavam novos horizontes, mas com oportunidades limitadas. 

 

Ele explica que o projeto nasceu para os membros da instituição, mas foi aberta também a comunidade em geral devido a falta de oportunidade nessa área, como forma de democratizar as oportunidades “Essa é uma grande oportunidade, para quem tem uma boa ideia de negócio, mas não sabe transforma-la em um modelo de negócios,  bem como, é uma grande oportunidade para que empresas e  investidores conheçam as startups e decidirem se têm interesse em investir no negócio”, declarou.

Na solenidade os investidores tiveram a oportunidade conversar com os fundadores e fazer networking A direção do ISEL, através do projeto permitiu aos participantes terem um contato mais profundo com o ecossistema de empreendedorismo.

Para Márcio Lins um dos investidores presentes nas apresentações, a oportunidade é louvável, uma vez que o mercado com novas tecnologias é abrangente e novas ideias surgem todos os dias, mas o mercado é restrito. “Quem já tem contato sai na frente e agora com a iniciativa do ISEL, esse mercado vai ampliar”, declarou.

 

Guimaraes acredita que esse é apenas o primeiro passo, para a inclusão de novos pequenos empresários com suas ideias inovadoras. Ele informa que se a pessoa tem uma ideia de negócio inovadora e ainda não conseguiu tirar do papel, ela deve procurar o ISEL e se cadastrar, pois outras turmas serão formadas.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »