16/09/2019 às 18h32min - Atualizada em 16/09/2019 às 18h32min

Após aplicar golpes em São Paulo e Paraná, estelionatário é preso em Manaus

SECOM
Alailson Santos/PC-AM
A delegada Juliana Tuma, titular do 22° Distrito Integrado de Polícia (DIP), falou na tarde desta segunda-feira (16/9), durante coletiva de imprensa realizada às 14h30, no prédio da unidade policial, sobre o cumprimento de mandado de prisão preventiva em nome de Anderson Santos Damásio, 36, investigado por praticar golpes de aplicação de pisos de porcelanato líquido, em pelo menos oito vítimas na capital.

Conforme a delegada Juliana Tuma, titular da unidade policial, o infrator se passava por aplicador de pisos de porcelanato líquido em anúncios publicados em redes sociais e, ainda, por meio de um site de compra e venda. Segundo Tuma, quando as vítimas entravam em contato, Anderson cobrava o valor de aproximadamente, R$ 300 por metro quadrado. O indivíduo ia até as casas das vítimas e simulava o início do serviço, quebrando o piso do imóvel durante um ou dois dias. No final do dia ele solicitava um pagamento adiantado e não voltava mais para concluir o trabalho.

“Foram identificadas até o momento oito vítimas, dentre elas uma idosa de 66 anos, que teve prejuízo estimado em cerca de R$ 8 mil. Além de oferecer serviços de aplicação de piso, ele também oferecia a venda de louças de banheiro, como banheiras de hidromassagem e equipamentos de instalação. Foi constatado que o homem não sabe fazer a aplicação do piso de porcelanato líquido, e o intuito dele era realmente aplicar golpes nas pessoas que apresentavam interesse nos anúncios”, explicou Tuma.



A titular do 22° DIP, informou, ainda que Anderson divulgava anúncios oferecendo pacotes de cursos de aplicação de porcelanato líquido, utilizando o nome de uma empresa do estado do Paraná. Além disso, o indivíduo alugava casas e não pagava o valor combinado e, em um dos casos, ao deixar o imóvel, levou um freezer que pertencia à proprietária da residência. Tuma relatou que ele já possui passagens por estelionato nos estados de São Paulo e Paraná.


FOTOS: Alailson Santos/PC-AM

Prisão – A prisão do infrator foi efetuada na manhã desta segunda-feira (16/09), por volta das 6h30, em um sítio localizado no Km 12 da estrada de Iranduba, município distante 27 quilômetros em linha reta de Manaus.

Indiciamento – Anderson foi indiciado por estelionato, furto e apropriação indébita. Ao término dos procedimentos cabíveis no prédio da unidade policial, ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá permanecer à disposição da Justiça.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »