14/06/2019 às 17h52min - Atualizada em 14/06/2019 às 17h52min

Neymar diz que usou preservativo em encontro com Najila

Jogador prestou depoimento no inquérito que apura acusação de estupro feita pela modelo após encontro em hotel de Paris, no mês passado

R7
Edu Garcia/R7 - 13.6.2019
O atacante Neymar confirmou durante depoimento à Polícica Civil, na última quinta-feira (13), em São Paulo, que utilizou preservativos nos encontros com a modelo Najila Trindade Mendes de Souza, que o acusa de estrupo.

O jogador foi ouvido por cerca de quatro horas no inquérito que apura a denúncia. A Record TV teve acesso à trechos do depoimento prestado pelo jogador:




O atleta do PSG e da seleção brasileira disse à delegada Juliana Lopes Bussacos, titular da 6ª DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), ter jogado os preservativos no vaso sanitário após manter relações sexuais com Najila em um hotel de Paris, no fim de maio passado. Como justificativa para a atitude, Neymar afirmou que era um atleta e não poderia se expor. 

Depois de ser informado das conclusões do laudo pericial sobre as lesões no corpo da modelo, Neymar confirmou que deu tapas em Najila, mas a pedido dela. Na versão do jogador, a jovem posou para a foto das nádegas e eke decidiu postar nas redes sociais para mostrar que não houve agressão.

Neymar disse também que pretendia levar Najila a uma casa noturna no segundo encontro entre ambos, mas decidiu ir embora depois de ser agredido. Ele admitiou que havia bebido na primeira vez em que esteve com a modelo, mas apenas uma dose, porque tinha saído de um treino no clube parisiense.

Por fim, o jogador afirmou estar vivenciando o pior acontecimento da sua vida, que não se compara a nenhuma lesão sofrida até então. Neymar frisou que tem irmã, mãe e um filho que não pode ir à escola porque outros garotos dizem que que o pai do menino é um estuprador.


Foto: Reprodução

Certeza da inocência

Na saída da delegacia, Neymar fez uma breve declaração à imprensa. De muletas, acompanhado de advogados e cercado por policiais do GOE (Grupo de Operações Especiais) da Polícia Civil, o atacante demonstrou confiança em provar a inocência.

"Estou tranquilo. A verdade aparece cedo ou tarde. O desejo que tenho é que esse caso acabe o mais rápido possível", afirmou Neymar.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »