13/05/2019 às 18h49min - Atualizada em 13/05/2019 às 18h49min

China anuncia novas tarifas a produtos dos EUA como retaliação

Medida chinesa acirrou os ânimos da guerra comercial entre os dois países. Na última sexta-feira...

Veja
Jonathan Ernst/Reuters
A China anunciou nesta segunda-feira, 13, um aumento de tarifas a produtos dos Estados Unidos, estimados em 60 bilhões de dólares, como retaliação a medida semelhante imposta pelos americanos na sexta-feira 10.

Segundo o Ministério das Finanças da China, as taxas adicionais vão variar de 20% a 25% e entrarão em vigor em 1º de junho.

No começo do dia, o governo chinês comunicou que “nunca se renderá à pressão externa”. A fala causou apreensão no governo dos Estados Unidos. Menos de duas horas antes da imposição das tarifas, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, alertou Pequim a não retaliar.

“A China não deveria retaliar – só vai piorar se fizer isso”, escreveu Trump em uma publicação no Twitter. “Eu digo abertamente ao presidente Xi e a todos os meus muitos amigos na China que a China será gravemente afetada se vocês não fizerem um acordo porque as empresas serão forçadas a deixar a China para outros países”, publicou o presidente.

A medida chinesa é uma retaliação ao aumento de tarifas imposto pelos Estados Unidos, a partir da sexta-feira 10, sobre 200 bilhões de dólares em produtos chineses. O motivo, segundo Trump, é o fato da China ter supostamente quebrado o acordo comercial que os dois países estavam negociando.

Além disso, o presidente americano também ordenou que o representante comercial do país, Robert Lighthizer, elabore um documento para impor novas taxas sobre um valor adicional de 300 bilhões de dólares em mercadorias vindas da China.

(Com Reuters)

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »