13/05/2019 às 15h20min - Atualizada em 13/05/2019 às 15h20min

Após acusar Padre Marcelo Rossi de plágio, mulher tem prisão decretada

Izaura Garcia falsificou documentos para acusar Padre Marcelo Rossi de plagiar um poema seu no livro...

Ig
Reprodução
Na última quinta-feira (09), uma mulher de 65 anos resolveu acusar Padre Marcelo Rossi de plágio. De acordo com ela, o fiel teria reproduzido um poema seu sem os devidos créditos no livro "Ágape".

Junto de duas advogadas, Izaura Garcia de Carvalho Mendes, foi à delegacia com um registro de sua obra na Biblioteca Nacional. Ela chegou a convencer a editora de que era a autora do trecho  em questão e conseguiu um acordo de R$ 25 mil. No entanto, o documento contra Padre Marcelo Rossi era falso.

De acordo com o "Fantástico", ao ser descoberta, a golpista e as duas advogadas tiveram a prisão decretada pelo falso documento, formação de quadrilha, denunciação caluniosa e estelionato.  As três respondem ao processo em liberdade.

Para o programa da Globo , o coordenador do Escritório de Direitos Autorais da Biblioteca Nacional, afirmou que o documento apresentado é uma "falsificação grosseira" e que "foge muito ao padrão adotado" pela instituição.

 

O delegado do caso ainda observou que o registro apresentado por ela teria sido impresso em computador, sendo que naquela época a Biblioteca Nacional emitia documentos por meio de máquina de escrever.

Apesar de toda a confusão sobre suposto plágio do  livro lançado em 2010,  Padre Marcelo Rossi ainda não se posicionou sobre o assunto.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »