20/02/2019 às 10h15min - Atualizada em 20/02/2019 às 10h15min

Suíça confirma 1 morto em avalanche e resgate é retomado

A vítima fatal é um francês de 34 anos que trabalhava na estação e morreu em um hospital da cidade de Sion...

R7
EPA Keystone via EFE
As equipes de resgate retomaram, nesta quarta-feira (20), os trabalhos de busca de vítimas pela avalanche de neve que atingiu a popular estação de esqui de Crans-Montana, no sul da Suíça, e que provocou uma morte e deixou três feridos até o momento.

A vítima fatal é um francês de 34 anos que trabalhava na estação e morreu em um hospital da cidade de Sion devido aos ferimentos sofridos no acidente. Inicialmente, foi informado que entre 10 e 12 pessoas estavam presas sob a neve, mas a polícia local assinalou que, por enquanto, não há notificação oficial a respeito de desaparecidos.

As operações de salvamento na montanha, nas quais participam helicópteros e que se prolongaram durante toda a noite passada, foram interrompidas nesta manhã, mas já foram retomadas, informou a emissora de televisão suíça "RTS".

 
Avalanche atingiu pista de esqui
 

Avalanche caiu nesta terça-feira (19) sobre pista de esqui em Crans-Montana, na Suíça
Foto: Anthony Anex/Keystone via AP

A avalanche aconteceu por volta das 14h20 locais de ontem (10h20 em Brasília) na parte baixa da pista de Plaine-Morte, onde o desmoronamento cobriu cerca de 400 metros de área esquiável.

As altas temperaturas na região, somadas às fortes nevascas das semanas anteriores, aumentaram o risco de avalanches em muitas estações de esqui nos Alpes, em um momento de grande movimento de esquiadores, já que muitas escolas da França e da Suíça estão em período de férias.

O risco de avalanches em Crans-Montana, no entanto, não era considerado muito alto, classificado no nível dois de uma escala de cinco, segundo as autoridades da região.

Por enquanto, seguem marcadas para o próximo fim de semana em Crans-Montana duas provas da Copa do Mundo Feminina de Esqui.

 

Avalanche atingiu esquiadores em pista de Crans-Montana, na Suíça
Foto: Anthony Anex/Keystone vía AP

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »