03/07/2018 às 18h57min - Atualizada em 03/07/2018 às 18h57min

Prefeito decreta Situação de Emergência em Manaus para conter o sarampo

O decreto tem validade de 180 dias e possibilita a aquisição imediata de bens e de serviços necessários à situação de anormalidade.

PMM
O prefeito Arthur Virgílio Neto assinou nesta terça-feira, 3/7, decreto de Situação de Emergência em Manaus para conter o avanço da epidemia do sarampo na capital. O decreto tem validade de 180 dias e possibilita a aquisição imediata de bens e de serviços necessários à situação de anormalidade.

Outra medida a ser tomada será o reforço da vacinação nas ruas, onde já estão atuando 120 agentes e mais 140 já foram convocados para atuarem com a imunização em locais de aglomeração, como creches, escolas, shoppings e bairros de casa em casa. O decreto estará publicado na próxima edição do Diário Oficial do Município (DOM), já na noite desta terça-feira.

“Nós decidimos que, ao invés de esperarmos que as pessoas busquem a prevenção nas unidades básicas de saúde, nós vamos às pessoas em suas casas, na zona ribeirinha, nas estradas, nas escolas, universidades, onde quer que se reúnam pessoas para dar a cobertura necessária de combate a essa doença”, afirmou o prefeito Arthur Virgílio Neto, destacando que a faixa de idade prioritária para essa etapa da vacinação vai de 6 meses a 29 anos, mas há ainda uma atenção especial para o público de até 49 anos, que também deve se dirigir às unidades básicas de saúde para imunização por estar dentro da rotina preconizada pelo Ministério da Saúde.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »