11/01/2022 às 16h27min - Atualizada em 11/01/2022 às 16h27min

ESCOLAS DE SAMBA PEDEM PARA DESFILAR SEM PÚBLICO

Escolas De Samba Pedem Para Desfilar Sem Público

Entidades que representam as escolas de samba de Manaus reuniram-se essa manhã para protocolar um projeto visando a realização do desfile de carnaval sem público.

A ideia surgiu de uma conversa entre o editor-chefe do Portal do Generoso, Marcelo Generoso e os Presidentes Didi Redman e Aluízio Nascimento Júnior. Além da sugestão de realizar o desfile sem público, o diretor presidente da escola de samba Império do Havaí, Fabiano Alfaia, informou que já havia comunicado aos outros dirigentes que havia a necessidade de pedir comprovante vacinal de todos os brincantes.

”Vai comprar fantasia? Tem comprovar que está em dias com as vacinas. Vai ganhar a fantasia para desfilar? Tem que apresentar o comprovante de vacina, e não apenas isso, vamos usar máscara e todo mundo com álcool em gel, vamos brincar de forma segura.” Disse Fabiano Alfaia.

A sugestão de Marcelo Generoso que será um dos homenageados nesse carnaval, partiu do princípio de assegurar os empregos de mais de quatrocentas famílias.

"Tomei a liberdade de ligar para os presidentes e para os secretários de cultura para que juntos encontrássemos uma saída, Os presidentes Didi e Aluízio estão preocupados aliás, todos os envolvidos nesse evento estão porém, não é justo botar a conta da proliferação do vírus nas escolas de samba. Teve show do Gustavo Lima, do Whinderson Nunes e a praça do Eldorado é super lotada, todos sem máscara e a culpa é do desfile? Em 2020 não tivemos carnaval e não morreram milhares de pessoas? Então acredito que o evento pode ser realizado nesses moldes, uma live, transmissão pela emissora de TV e redução do número de brincantes, todos vacinados e usando máscara. Podemos ter o evento e salvar os empregos penso eu", disse Marcelo Generoso.

Confira a nota:

NOTA AO PÚBLICO E AUTORIDADES

Nesta segunda feira, 10/01/2022, os presidentes da Comissão Executiva das Escolas de Samba de Manaus (CEESMA), Didi Redman, e da União das Escolas de Samba do Amazonas (UESAM), Aluízio Nascimento Júnior, estiveram reunidos para tratar da pauta exclusiva das possibilidades da realização do desfile de Carnaval de 2022, considerando o clima de incerteza que estamos vivendo em meio à pandemia do covid-19 e externando as preocupações e atitudes efetivas em prol do desfile do Carnaval de Manaus em 2022, dando relevância à manutenção e tradição da Cultura Popular e o retorno financeiro aos profissionais envolvidos em todo esse segmento.

Em comum acordo, as duas entidades decidiram encaminhar os projetos de execução do desfile do Carnaval 2022 e estão aguardando a decisão governamental.

Os projetos foram enviados à Secretaria de Cultura e Economia Criativa (SEC) no início do mês de dezembro de 2021, pelo diretor administrativo da CEESMA , Carlos Silva.

Desejamos manter de pé a cultura popular, além de valorizar o trabalho e beneficiar todas as categorias de profissionais desta cadeira produtiva, como artistas, costureiras, aderecistas, serralheiros, soldadores e todos aqueles que participam dessa grande festa cultural que é o carnaval.

Desta forma, sabendo do anseio de toda classe artística envolvida no processo do desfile do Carnaval e também do desejo do Grupo Especial e dos Grupos de Acesso para a realização do desfile das escolas de samba de Manaus, mas também da prezando pela saúde da população em geral, inclusive das pessoas que trabalham diretamente para a realização do evento, consideramos que devemos respeitar a decisão final da Fundação e Vigilância em Saúde – FVS-RCP, que é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas e atua no monitoramento de doenças no estado.

Sem mais para o momento,

Didi Redman
Presidente da CEESMA

Aluízio Nascimento Júnior
Presidente da UESAM

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »