26/02/2021 às 21h33min - Atualizada em 26/02/2021 às 21h33min

Procon-AM apreende alimentos e produtos de limpeza em supermercado no bairro São Francisco

PORTAL DO SENA - Informando com credibilidade

Secom
FOTOS: João Pedro Sales/Procon-AM

O Instituto Estadual de Defesa do Consumidor (Procon-AM) apreendeu mais de 15 Kg de alimentos e 19 litros de produtos de limpeza, com datas de validade expiradas ou embalagens violadas. A ação ocorreu em um supermercado do bairro São Francisco, na zona sul de Manaus, nesta quinta-feira (25/02).

 

No local, foram recolhidas unidades de sabão líquido, desinfetante, removedor de cera e produtos do gênero alimentício, como feijoada, temperos e cortes de frango e carne suína.

 

O estabelecimento foi autuado e os itens foram descartados. “Fizemos apreensões significativas no mês de fevereiro. Só nesta semana, foram mais de 100 Kg de produtos recolhidos de estabelecimentos de Manaus.

É um número grande e que preocupa, porque a venda de produtos com a validade expirada ou embalagem violada representa um risco à saúde do consumidor. É preciso que a população siga com as denúncias, porque elas ajudam a direcionar o trabalho e a mapear os locais que insistem nessa prática”, afirma o diretor-presidente do Procon-AM, Jalil Fraxe.

Atendimentos suspensos - O Instituto Estadual de Defesa do Consumidor (Procon-AM) informa que os atendimentos na sede do órgão, na avenida André Araújo, 1.500, Aleixo, seguem suspensos. A medida foi tomada em cumprimento ao Decreto nº 43.271, de 6 de janeiro de 2021.

  

Neste período, os servidores do Procon-AM, que estão em regime de teletrabalho, realizam atendimentos somente pelo site http://www.procon.am.gov.br e pelos e-mails institucionais fiscalizacaoprocon@procon.am.gov.br (denúncias) e duvidasprocon@procon.am.gov.br (reclamações e dúvidas).

 

Os consumidores também podem entrar em contato por meio do 3215-4015, em funcionamento das 8h às 17h.

 

As reclamações registradas por e-mail devem ser acompanhadas de cópias dos documentos pessoais do consumidor, de comprovante de residência e de todo e qualquer documento que esteja relacionado à reclamação, como prints, cupom fiscal, fatura contestada, contrato celebrado entre as partes e afins.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »